Hiperidrose

O que é?

 

É uma condição que provoca suor excessivo.

 

A sudorese é uma condição normal do nosso corpo e ajuda a manter a temperatura.

 

É normal suar quando está calor, ou durante a prática de atividade físicas, ou em certas situações específicas, como momentos de raiva, nervosismo ou medo.

 

Porém, a sudorese excessiva ocorre mesmo sem a presença de qualquer desses fatores.

 

Isso porque as glândulas sudoríparas dos pacientes são hiperfuncionantes.

 

As regiõs geralmente afetada são: axilas, palma das mãos, rosto, cabeça, sola dos pés e virilha.

 

Quando há transpiração extrema, esta pode ser embaraçosa, desconfortável, indutora de ansiedade e se tornar incapacitante.

 

Há dois tipos de hiperidrose, primária focal e secundária generalizada.

 

A hiperidrose focal aparece na infância ou adolescência, geralmente, nas mãos, pés, axilas, cabeça ou rosto.

 

As pessoas não suam quando dormem ou em repouso.

Normalmente há mais pessoas na mesma família com o mesmo problema.

 

A hiperidrose primária focal afeta de 2 a 3% da população, no entanto, menos de 40% dos pacientes com essa condição consultam um médico.

 

Este tipo de transpiração excessiva é causado por uma condição médica, ou é efeito colateral de uma medicação.

 

A hiperidrose secundária começa na fase adulta.

 

O tratamento deste tipo de sudorese envolve primeiro determinar a causa da condição, seja outra doença ou uma medicação.

Tratamentos:

 

Veja alguns tratamentos disponíveis e que podem ser prescritos por um dermatologista:

 

  • Antitranspirantes: sudorese excessiva pode ser controlada com fortes antitranspirantes.

  • Medicamentos: drogas anticolinérgicas ajudam a impedir a estimulação das glândulas sudoríparas, mas, embora eficazes para alguns pacientes, é pouco receitado. Os efeitos colaterais incluem boca seca, tonturas e problemas com a micção. Os beta-bloqueadores ou benzodiazepínicos pode ajudar a reduzir a transpiração relacionada ao estresse.

  • Iontoforese: Este procedimento usa eletricidade para “desligar” temporariamente a glândula do suor e é mais eficaz para a transpiração das mãos e dos pés. As mãos e os pés são colocados em água e, em seguida, liga-se uma leve corrente elétrica. Esta é gradualmente aumentada até que o paciente sente uma sensação de formigamento. A terapia dura 30 minutos, e requer  sessõe s diárias.

  • Toxina botulínica tipo A (BOTOX®): A toxina botulínica purificada pode ser injetada na axila, nas mãos ou nos pés para bloquear temporariamente os nervos que estimulam a sudorese.

  • Simpatectomia torácica endoscópica (STE): em casos graves, pode-se recomendar um procedimento cirúrgico, que é minimamente invasivo. Isso ocorre quando outros tratamentos falharam. Este procedimento desliga o sinal que diz ao corpo para suar excessivamente, normalmente realizado em pacientes cujas palmas das mãos suam excessivamente. Também pode ser usado para tratar a extrema transpiração do rosto. STE não funciona igualmente bem para quem tem sudorese excessiva nas axilas. A principal complicação é começar a suar em outras áreas do corpo, onde isso não ocorria anteriormente.

Fonte: site SBD

Assista aos vídeos e saiba mais.

41 3029-0188  

(41) 3029-0188 98813-3495

Praça São Paulo da Cruz, 50

11º andar • Sala 1102 

Juvevê • Curitiba • PR

Estacionamento:

entrada pela Rua Bom Jesus, 212

Próximo a Igreja do Cabral e Mercadorama